IPO vale a pena?

 

Quando você ouve até o seu vizinho falando de IPO no churrasco de final de semana é um indício de que investimento em renda variável ganha força no país. A Bolsa de Valores está presente em nosso dia a dia muito mais do que imaginamos, basta abrir o caderno de economia dos jornais, assistir o noticiário na televisão ou sapear as redes sociais.

Qual IPO 2021 vale a pena entrar? É o assunto do momento, afinal, no ano passado, tivemos um número recorde de abertura de capital de empresas na B3, algumas com valorização superior a 100%. Portanto, esse artigo tem a intenção de te ajudar a inteirar-se sobre o assunto e poder entender melhor o funcionamento deste tipo de investimento.

Mas afinal, o que é IPO?

IPO é a sigla para Initial Public Offering, ou seja, quando uma empresa faz uma oferta pública inicial de suas ações na Bolsa de Valores. No Brasil, esse processo marca a listagem da empresa na B3, fazendo com que a companhia passe a negociar suas ações nos pregões. A partir daí, qualquer cidadão poderá tornar-se acionista sem precisar de aprovação prévia de qualquer conselho, pois se trata de uma oferta pública.

Por que as empresas realizam IPO?

Afinal de contas, se o processo de IPO é tão custoso e burocrático, por que tantas empresas realizam o processo e a lista de IPO 2021 só aumenta? Para responder a esta pergunta, devemos antes entender os agentes que compõem o mercado financeiro.

Imagine que, de um lado, existem os investidores individuais, que buscam a maximização de sua riqueza através dos investimentos; e do outro, temos as empresas, que buscam esses recursos para aplicar em suas atividades, expandindo assim os seus negócios. Podemos então separar estes indivíduos em dois:

1- Agentes superavitários (investidores e poupadores);

2- Agentes deficitários (empresas que demandam recursos para expansão de suas atividades).

Nesse sentido, um mercado financeiro eficiente é aquele que consegue promover a transferência de recursos entre os ofertantes (superavitários, poupadores) e os demandantes (deficitários, devedores) de recursos. As empresas da Bolsa de Valores se enquadram no segundo grupo, demandando recursos para financiar os seus projetos.

As companhias não escolhem ir para o mercado de capitais simplesmente porque elas querem. Podem existir outras razões por trás, mas a principal justificativa é o financiamento de projetos.

Em suma, podemos ver que as companhias realizam o processo de IPO, apesar dos custos, para financiar seus projetos com o dinheiro que será arrecadado por meio das novas ações.

Diante disso, vale a pena aprofundar as suas pesquisas sobre o tema e conhecer a fundo as empresas. Para isso, estude, busque informações em canais especializados, leia o prospecto da oferta e veja se acima de tudo essa modalidade de investimento está dentro do seu perfil.

Se vale a pena investir em IPO´s isso é algo que somente você poderá definir. Nosso papel aqui é apenas trazer informações que te ajudem na tomada de decisão. O que de fato podemos afirmar, é que nosso mercado tende a ter muito mais IPO´s pela frente, pois isso auxilia no crescimento do mercado de capitais e na sua maturidade, atraindo novas empresas e novos investidores.

Seja bem vindo(a) a esse novo mundo.

Um abraço

Time Strike

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.